102 News
Ao Vivo

novembro 27, 2017

Day McCarthy tem conta excluída de rede social após ataque racista a Títi

‘Devidas providências estão sendo tomadas’, garantiu Giovanna Ewbank

Day McCarthy teve sua conta excluída no Instagram. A socialite fez comentários racistas contra Títi, filha de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Na publicação, Day postou um vídeo no qual chama a menina de 4 anos de “macaca” e que diz o cabelo dela é “horrível e pica de palha” ao lembrar que é criticada, segundo ela, por não ter olhos claros. A atriz afirmou, neste domingo (26), que já estava tomando as “devidas providências”, lembrou que racismo é crime e agradeceu o apoio recebido pelos fãs.

 

‘É PRECISO SER ANTIRRACISTA’, DISSE BRUNO
Também através de sua rede social, o pai de Títi usou frase da filosofa americana Angela Davis para se posicionar. “Numa sociedade racista não basta não ser racista é necessário ser antirrascista”, escreveu Bruno. Essa não foi a primeira vez que a menina, adotada pelo casal em 2016, é alvo de ataques preconceituosos. No final do ano passado, um internauta disse que os atores deveriam devolver a criança para a África ou jogá-la no lixo. Um pouco antes, o marido de Giovanna já havia prestado queixa-crime quando foi criticado por adotar a menina. “A gente ter que ser intolerante em relação ao preconceito. Agora cabe a polícia. Temos que combater o preconceito com amor e justiça”, afirmou o ator.

 

BRUNO HOMENAGEOU FILHA COM MÚSICA
Pai coruja da menina, o ator usou uma canção de MC Soffia, “Menina Pretinha”, para prestar homenagem à menina, batizada na igreja anglicana. “Menina pretinha, exótica não é linda. Você não é bonitinha. Você é uma rainha….. Te amo!”, legendou Bruno, que deseja aumentar a família. “Pode ser 4. 5 é complicado”, admitiu em conversa com Giovanna no canal de Youtube da mulher. “Preciso de um menino agora. Estou cercado de mulher”, apontando sua preferência para o sexo da criança.

 

ATOR CONSTRÓI CASA DE R$ 3 MI PARA ANIMAIS SILVESTRES
O marido de Giovanna mostrou sua preocupação com a fauna brasileira e em parceria com o Ibama está erguendo uma casa dentro de seu rancho na cidade de Secretário, Serra do Rio. No local vai funcionar uma casa para atender animais silvestres vítimas do tráfico. “Montei ainda um viveiro para reensinar pássaros machucados a voar”, acrescentou Bruno.

(Por Guilherme Guidorizzi) PurePeople.com