102 News
Ao Vivo

novembro 6, 2017

Eliana se emociona ao relembrar drama na gravidez: ‘Coração doeu todos os dias’

Em seu programa, a apresentadora se emocionou com história de menino que precisa de transfusão de medula

 

Eliana se emocionou ao relembrar as dificuldades que passou durante a gestação de Manuela, em seu programa neste domingo (5). A apresentadora, que voltou ao trabalho na semana passada, ainda agradeceu por ter tido uma final feliz com o nascimento da filha. “Tivemos a benção do Senhor”, declarou ela.

 

‘MEU CORAÇÃO DOEU TODOS OS DIAS’, DISSE ELIANA
A apresentadora ficou comovida com a história de Biel, que sofre de anemia falsiforme e precisa de um transplante de medula. A família precisa de R$ 40 mil para fazer uma fertilização “in vitro” e gerar um irmão para o menino, que seria o doador. Eliana fez uma campanha para Biel em seu programa e se identificou com a luta da família. “Também sou mãe e passei um aperto recentemente. Meu coração doeu todos os dias até que eu soubesse que estava tudo bem. A gente para a vida para cuidar do nosso bem maior, não tem amor maior do que o de mãe”, declarou a apresentadora. “O Brasil acompanhou, precisei sair deste palco por cinco meses. Tivemos a bênção do senhor e um final feliz”, continuou, emocionada.

 

ELIANA COMEMORA NASCIMENTO DE MANUELA: ‘A MAIOR VITÓRIA DE NOSSAS VIDAS’
No dia de seu retorno à TV, Eliana compartilhou uma foto na qual aparece com Manuela no colo. “Dia de muita alegria e comemoração em nossa família. Feliz em retornar ao palco do programa comemorando a maior vitória de nossas vidas. Muito obrigada pela audiência e pelo carinho. Beijo na família e uma semana abençoada”, escreveu. No palco do programa, que foi gravado anteriormente, Eliana não conteve a emoção. “Não sabia que eu ia chorar assim. Quero agradecer o apoio de cada um de vocês. É uma bênção poder voltar a esse palco com essa linda notícia, esse milagrinho chamado Manuela”, declarou.

 

‘ACHEI QUE FOSSE MORRER’, DISSE ELIANA
Eliana sofreu um descolamento de placenta e precisou ficar em repouso absoluto durante grande parte da gestação de Manuela. A menina é fruto de seu relacionamento com o diretor de televisão Adriano Ricco. Em conversa com Roberto Cabrini, a apresentadora assumiu que ficou receosa na reta final da gestação. “Eu achei que fosse morrer um dia antes do nascimento da minha filha. Eu tive um surto, um medo”, revelou ela. A loira ainda destacou a importância da família neste momento: “Se eu não tivesse a minha mãe por perto, se eu não tivesse a benção de ter sido mãe pela primeira vez do Arthur (de 6 anos), se eu não tivesse tido a história de vida que eu tive lá atrás, a criação, a educação dos meus pais, meu pai, minha mãe, talvez eu não conseguisse passar por tudo isso sorrindo e tendo coisas boas pra contar”.

 

Fonte: Purepeople.com.br